Personal: Sozinha no Sri Lanka


Para quem me segue já há algum tempo, já percebeu que tive a sorte de trabalhar nos cruzeiros e visitar imensos locais fantásticos. E, sempre que podia e conseguia no meu tempo livre ia dar a minha volta à cidade. Por mais que me digam que não se deve andar sozinha em determinadas partes deste planeta, essa é das formas que mais gosto de conhecer. Sozinha posso andar ao meu ritmo, sem pressas e pessoas a chamar-me ou esperar por alguém e perder a foto porque deveria ir a correr atrás dela. 

Já sei que zonas perigosas serão sempre zonas perigosas, mas como em todo o lado há pessoas boas e más. Já vivi experiências em que dei um bom uso do meu cardio (que é praticamente nenhum) para fugir, mas se me perguntarem se valeu a pena, sim! Valeu. Repetiria novamente o risco da foto. Aqui no Sri Lanka foi uma dessas vezes. Tudo para capturar um retrato desta selecção de fotos. 

Esta série de fotos foi feita em dois dias distintos mas mal se nota devido ao clima que por lá se vive. Posso dizer que tanto está sol e calor, como calor e chuva torrencial. Mas essa inconsistência climática é fantástica, pois ajuda a criar uma linguagem neste ensaio fotográfico sobre um país onde tudo pode acontecer a qualquer momento.


BOA VIAGEM


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.